Translate

domingo, 30 de novembro de 2014

A mãe do Pajador

Toda homenagem aos vultos culturais é importante. Dessa maneira revitalizamos sua obra e ela não corre o risco de cair no esquecimento.
Foi isso que a RBS TV fez no programa Galpão Crioulo de hoje ao poeta e pajador são-luizense Jayme Caetano Braun(clique aqui para saber quem foi ele:http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2007/09/blog-post_7622.html).

Faço uma pequena, mas importantíssima correção, referente ao que foi dito aos 2 minutos e 50 segundos, sobre suposta "...herança índia de sua mãe...".
A mãe do Jayme, dona Euclides Ramos Caetano Braun(minha parente), nunca foi índia. 
Não que isso seja demérito, cito isso pois não é verdade e muitas pessoas por desconhecimento teimam em repetir esse engano.

Ela gostava que a chamassem de "Quida" pois achava seu nome muito masculino. Tinha um raciocínio rápido  com toque de humor, característica de toda família Ramos a qual também pertenço. Quer saber de onde Jayme tem suas raízes poéticas? Então clique aqui:  http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2009/07/10-anos-de-distancia.html

Acredito que esse persistente engano seja devido a poesia do Jayme chamada:
"Payada das Missões", nela ela diz ser:

"... Tetraneto de cacique,
Bisneto de curandeira
Trago um breve da parteira
Dos ranchos de pau a pique
Isso talvez justifique
Essa imponência baguala
Do cantor que quando fala
Do sorsal que quando canta
Brotam notas da garganta
Que até o silêncio se cala..."


Caso queira saber sobre a simples biografia que fiz desse vulto cultural do Rio Grande do Sul, favor clicar aqui: http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2008/05/breve-histrico-de-jayme-caetano-braun.html

Abaixo reproduzo fotos de dona Euclides. Na primeira está com seu marido João Aloysio Braun e a outra com toda família.

  Para ver todo o programa do Galpão Crioulo, com demais atrações, favor clicar aqui:
http://redeglobo.globo.com/rs/rbstvrs/galpaocrioulo/noticia/2014/11/jayme-caetano-braun-foi-o-grande-homenageado-no-galpao-crioulo.html.



Aqui abaixo a poesia que me refiro, juntamente com imagens da construção do Monumento ao Pajador em São Luiz Gonzaga:


sábado, 8 de novembro de 2014

Monumento ao Aviador




Etapas da construção Monumento ao Aviador em Chapadão do Sul, Mato Grosso do Sul, Brasil.
Monumento feito manualmente em concreto armado, com tamanho da escultura central, Dédalo, de 3,40 metros e pedestal de 3, 60 metros, totalizando 7 metros de altura.
Subtítulo da obra: "A REALIDADE DE DÉDALO" (contrapondo ao Sonho de Ícaro, música de Biafra).
Dédalo, pai de Ícaro é o símbolo do vôo prudente, respeitando as leis enquanto seu filho representava o ímpeto da juventude e suas consequências.
Aprisionados em ilha pelo rei Minos, como punição por ajudar Ariadne(filha do rei) e seu amado Teseu a matar o Minotauro.
Dédalo pagou caro por ajudar os amados.
Para fugir criou asas artificiais, amarrando penas de pássaros enceradas com cera de abelha, Sendo esta a primeira referência do homem dominar os ares.
Orientou Ícaro a voar a meio termo, não tão alto para que o sol derretesse as asas e não tão baixo para que a maré o afogasse.
Ícaro sucumbiu diante dos olhos de seu pai, caindo sobre as rochas, morrendo.

Obs: Para ver as fotos em tamanho maior, clicar com lado direito do mouse e abrir em nova aba.





 Aviador e fundador do município Sr. Júlio Alves Martins juntamente com as crianças.




quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Entrevista sobre Dédalo




Entrevista no Canal MS, Mato Grosso do Sul, sobre a construção do  Monumento ao Aviador.


Junto com o aviador e fundador de Chapadão do Sul, sr. Júlio Alves Martins.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Cinco anos

Cinco anos atrás estávamos inaugurando o Monumento em homenagem ao poeta e pajador Jayme Caetano Braun.
Muita coisa aconteceu desde aquela data, história para vários tomos...
Algumas coisas melhoraram outras estacionaram.
Minha alegria é que o local está transformando-se em ponto de lazer, turismo e referência cultural. Muitas cavalgadas iniciam ou terminam ali.



 Para saber como foi o dia da inauguração, favor clicar aqui:
http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2009/10/o-dia-tao-esperado.html

Para saber mais informações sobre o homenageado ou como foi feita a obra e o seu translado, clique aqui:
http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2007/09/blog-post_7622.html

terça-feira, 26 de agosto de 2014

A Cavalgada ao Pajador











   


























Continua assombrando a força das cavalgadas existentes no nosso Rio Grande. Elas fomentam, unem e cultuam tradições antigas.
Já falei sobre esse sentimento latente em todos nós gaúchos.
(http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2011/08/arde-chama-em-nossos-coracoes.html).

Na Cavalgada Farroupilha, realizada pelo Instituto Cavaleiros Farroupilhas(capitaneada pelo músico e radialista Dorotéo Fagundes de Abreu) há algo a mais que a transforma em única.
Na sua 22ª edição, eles cavalgam nos caminhos e trilhas por onde viveram os maiores vultos da história do Rio Grande do Sul, contado a história de vida de cada homenageado através da memória da população local. Vão costurando o estado mostrando a realidade atual e a histórica de região para região. Reavivam velhos temas para os locais e ofertam o resultado da rica pesquisa aos demais com um DVD de cada edição. 
Um trabalho de qualidade, com informações históricas e geográficas, transformando-se em fonte de pesquisa aos amantes da cultura gaúcha.
Nesta 22ª edição a Cavalgada Farroupilha passou por aqui, nas Missões. 
Exaltando a vida e obra do grande mestre da poesia e pajada rio-grandense Jayme Caetano Braun(http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2007/09/blog-post_7622.html).
Tivemos a honra de recepcionar estes amigos.
Juntamente com Mário Meira, João Máximo(João Cruzeira), Jarbas Nadal, Cilmar Dorneles(Sindicato Rural-SLG), e nós do Atelier de Artes Los Libres, prof. Arno Schleder e Vinícius Ribeiro. 
Participamos do programa radiofônico Galpão do Nativismo da rádio Gaúcha-RBS.
Aguardamos reencontrar esses amigos no lançamento do DVD que ocorrerá  aqui nestas plagas.








 




 



 

 

 

 

 



 

 










 


 


 

 

 







Para saber mais sobre os documentários já realizados pelo instituto Cavaleiros Farroupilhas, favor visitar:http://www.tarca.com.br/website/


Ou visite o perfil no facebook:

domingo, 24 de agosto de 2014

Mistérios do tempo


 

Video feito pelo Studio Perazolo na técnica de fotografia time lapse.
Técnica cinematográfica que transforma horas em poucos segundos, dias em alguns minutos.

Mais um serviço oferecido pelo criativo:STUDIO PERAZOLO.


 Para ver o vídeo com melhor qualidade:  http://vimeo.com/103326138



 Site deles: http://studioperazolo.com/

domingo, 15 de junho de 2014

A protetora dos músicos


Esculturas são símbolos e essa deve ser a função de um artista: criar símbolos para simbolizar, demonstrar e nunca confundir com adorar.


                                                                                                     Santa Cecília a protetora dos músicos, é uma das santas que mais possui igrejas em Roma em sua homenagem. 

A vida de Cecília Meteletos, filha de senador romano e cristã numa época que era proibido ser, é fascinante!  
Abraçou com fervor a difusão da palavra do Cristo e foi condenada por isso. Três golpes do verdugo não silenciaram sua voz e seu canto ecoou da antiguidade até aqui, na fazenda de um dos seus maiores admiradores: o músico gaúcho e missioneiro Mano Lima.
  

 
Para visualizar as fotos com maior nitidez, favor clicar com botão direito do mouse e abrir em nova aba!

Mano me contou que o primeiro salário que teve na sua vida de tropeiro(na juventude conduzindo tropa de gado) ele comprou uma estatueta dela(que possui até hoje a qual restaurei).

Quando ele solicitou uma escultura retratando a Santa, pensei nos simbolismos diferenciados para ela, dando a ela uma personificação única, como vários outros escultores fizeram em sua homenagem.

Existem inúmeras versões mundo a fora, algumas com ela segurando uma harpa, outras com piano ou flauta mas nenhuma com uma gaita de oito soco(oito baixos) que foi o instrumento ao qual Mano Lima ficou reconhecido pelo mundo tradicionalista e pelo qual sustenta sua família.
Adicionei uma tiara com traçados semelhantes aos usados pelos índios da nossa região e no centro dela uma estrela Dalva a estrela guia dos peões madrugadores deste Rio Grande nativo.
Na mão direita um ramo que simboliza a pureza de alma; no dedo que aponta para a gaita(e que pela sua biografia ela aponta como a busca do "Uno"), coloquei uma nota musical suspensa por um cordão, simbolizando que ela é a padroeira dos músicos universais.  



No momento da instalação da escultura estava escuro, frio e chuvoso, não foi possível fotografar com nitidez devido ao mau funcionamento da minha máquina. 
O local onde ela foi fixada é na porteira principal da fazenda Santa Cecília de propriedade do Mano Lima, fica a quase um quilometro da sede. 


Logo postarei fotos feitas a luz do dia.







Esta é a segunda escultura que faço para o Mano Lima, quer saber por quê ele gostou do meu trabalho? Pois veja aqui a outra que fiz:





Obs: Para saber sobre a vida da Santa Cecília, clique aqui:




terça-feira, 3 de junho de 2014

No rastro da Coluna


Ontem, dia 02 de Junho de 2014, véspera do aniversário do município de São Luiz Gonzaga, recepcionamos a família do cavaleiro e líder revolucionário Luiz Carlos Prestes.





Na oportunidade dona Maria Ribeiro Prestes autografou o livro: "Meu Companheiro" que conta sua vida ao lado de Prestes.
 
Mostrei para dona Maria e filhos a estatueta que fiz em 2002(inaugurada somente em abril de 2004) chamada "Reflexões em Marcha"











 Dona Maria observando atentamente os detalhes da escultura(foto Guia São Luiz).







A estatueta faz parte da Galeria Histórica de São Luiz Gonzaga, onde grupo de artistas prestaram homenagens(cada um na sua arte) às personalidades que marcaram nossa cidade. 


A Galeria foi criada através da Lei Municipal 4008 de 25 de setembro de 2002 e inaugurada em local "provisório"...
Para saber mais: http://loslibresatelier.blogspot.com.br/2009/03/origens-da-galeria-historica-de-sao.html


                      Busto presenteado para Luiz Carlos Prestes Filho




                                Ao lado de Mariana Ribeiro Prestes.           

                                     Na sessão de autógrafos.

             O poeta Orci Machado ao som da gaita de Glauco Vieira(Casa do Poeta-SLG) fazendo versos de improviso(pajada) emocionando a família.


Concluindo a homenagem acredito que existe um Fio de Esperança para realizar esse antigo projeto de criarmos algo que defina São Luiz Gonzaga como o início Verdadeiro da Coluna
Algo que retrate o começo da Coluna explorando seu potencial turístico.

Já falei sobre esse tema, veja aqui:
http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2014/01/luiz-carlos-prestes-e-busca-da-terra.html
E aqui falo de onde saiu verdadeiramente a Coluna:
http://viniciusribeiroescultor.blogspot.com.br/2009/04/uma-pazada-de-terra-por-cima-da.html

  
Minha visão sempre foi turística/cultural. De melhorar a renda da nossa cidade repartindo aquilo que de mais nobre podemos dispor: CULTURA!
Respeito todas opiniões contrárias sobre esse que foi um dos maiores estrategista militar da história da humanidade.
Não aproveitar o filão turístico desse acontecimento é realmente um atestado de burrice.
Basta de assistir o dinamismo dos outros!
Mesmo saindo atrasado temos a história ao nosso lado.
Nossa cultura é rica e muito cobiçada, precisamos apenas desenterra-la.







                     Capa do livro e autógrafo!